Omnichannel: Como atrair o consumidor 4.0

16 de março de 2020
A nova tendência do mercado é investir em canais online e offline ao mesmo tempo. A experiência do usuário é o que mais importa. Portanto, as lojas precisam ser físicas e virtuais, com aplicativos e possibilidade de compra por meio de redes sociais, ou seja, investir em vários canais.

O que é Omnichannel?

Vamos começar entendendo o conceito de omnichannel. Uma loja torna-se omnichannel quando inclui na experiência do consumidor a convergência entre possibilidades online e offline. Ou seja, entramos numa nova tendência de consumo, a Phygital.

Se antes tudo nos levava ao fim da loja física, cada vez mais ela volta aliada a loja virtual. Quando falamos na experiência de compra virtual, inclui-se aplicativos, mídias sociais, ferramentas digitais, entre outros canais de venda.

Essa estratégia de atendimento ao cliente amplia sua experiência, já que há diferentes canais para conhecer o produto, comprar e finalizar a jornada de compra como for mais conveniente para cada pessoa.

Por exemplo, o consumidor pode conhecer o produto por meio de alguma ferramenta online, ir até a loja física provar e finalizar a compra pelo smartphone.

Essa tendência tem uma grande vantagem ao consumidor: todos esses pontos fazem a experiência do cliente ter suas expectativas de compra satisfeitas. Além disso, a empresa omnichannel tem a vantagem de estar disponível 24 horas por dia e durante todos os dias da semana. A experiência omnichannel acontece em qualquer local, horário ou meio. Isso é algo que possibilita uma ampliação das chances de conversão, principalmente com a chegada do consumidor 4.0.

Quem é o consumidor 4.0?

Agora que entendemos como funciona a omnichannel, vamos conhecer quem é o consumidor 4.0. E o que ele tem a ver com essa tendência. O primeiro passo é levar em conta que essa definição não é apenas o que o mercado pensa sobre os consumidores ou como os veem.  É, principalmente, como o próprio cliente se entende. Essas duas definições aliadas nos aproximam de quem é esse novo consumidor.

E todas as respostas nos levam a uma conclusão: não se compra e não se vende mais como alguns anos atrás. Isso nos leva mais uma vez ao phygital. O que torna o consumidor 4.0 diferente de todos os outros é a relação dele com a tecnologia.

Não é a toa que a transformação digital tem se intensificado nas empresas, para que o novo público tenha uma excelente experiência. Adaptação é a palavra chave diante de tendências que mudam tão rápido. Por isso, o consumidor sempre precisa estar no centro da estratégia das empresas.

E há um tempo a onda das lojas virtuais supriu várias situações que de alguma forma incomodavam os clientes em lojas físicas. Por um tempo, comprar o que deseja, com a vantagem de não sair de casa, parecia trazer muitos benefícios, como economia de tempo e até a possibilidade de fechar negócios com valores impossíveis de serem praticados fora do ambiente virtual.

Essas transições e experiências até aqui que fizeram o consumidor 4.0 surgir. Foram hábitos, atividades diárias e outros fatores alterados na vida das pessoas que refletem diretamente na forma de consumir.

Foi assim que o varejo omnichannel vem ganhando força no mercado. Esse novo consumidor busca empresas que deem todas as possibilidades para uma melhor experiência. Ele quer encontrar o que busca pelo virtual, mas ter a possibilidade de fazer a retirada na loja.

Omnichannel para atraí-los

Conhecendo o consumidor 4.0 e sua relação direta com a tendência omnichannel, vamos pontuar algumas estratégias nessa nova tendência para atraí-los. O que ele busca?

Produtos e serviços personalizados
O consumidor 4.0 precisa sentir que sua compra faz sentido. Ele não compra apenas por comprar. Ele precisa ter certeza que o produto atende os critérios de acordo com suas necessidades. Quando falamos sobre suprir necessidades, falamos não só em características físicas, mas também sobre todo o processo comercial envolvido na compra.

Soluções imediatas
Demora no atendimento, na efetivação da compra ou retirada do produto não fazem parte do imediatismo que o consumidor 4.0 procura. Ele sabe que há outras possibilidades no mercado e pode desistir facilmente se não sentir agilidade no processo.

Multicanalidade
Como já falamos, a tendência phygital de trabalhar ao mesmo tempo com loja física e online, e um grande diferencial para o nosso consumidor. Ele quer opções de canais para interagir, mas também um local para provar o produto e ter uma nova experiência.

Comodidade
Ele quer ter a opção de escolher por onde vai comprar, seja em loja online, física e, principalmente, como pagar. O cliente tem que ter autonomia para escolher se irá usar cartão, aplicativo ou parcelamento por boleto.

Preços
Não adianta ter opções de canais, loja física e online, se ele irá pesquisar informações e opiniões na internet e encontrar valores mais atrativos no concorrente. A compra tem que ser vantajosa para o consumidor.

Experiência
Talvez essa seja a palavra que resume e vai definir se a compra será realizada ou não. Desde que começou a procurar o produto, o consumidor 4.0 está buscando uma experiência memorável. Seja na busca, na interação com a loja ou no fechamento, proporcionar relações de transparência, com muita criatividade e possibilidade omnichannel, vai fazer toda a diferença.

Fonte: Blog Senior Sistemas