Logística Reversa: o equilíbrio entre operação e sustentabilidade

04 de março de 2020
A logística reversa, se tornou um assunto muito relevante no setor industrial e de transportes de mercadorias. As últimas décadas têm sido essenciais para o desenvolvimento de uma cultura organizacional que se preocupa com o impacto dos meios de produção sobre o meio ambiente e a sustentabilidade. Uma tendência é a logística reversa.

A frase que diz “na natureza nada se perde, nada se cria, tudo se transforma” parece perfeita para acompanhar o raciocínio de empresas que têm levado a sério a necessidade de transformar os seus processos para reduzir os resíduos e proteger o meio ambiente. E esta é exatamente a proposta da logística reversa!

Entendendo o conceito da logística reversa

Primeiramente, é preciso compreender o conceito de logística para depois entender do que se trata a logística reversa. A logística nada mais é do que o conjunto de processos que gerenciam obtenção, armazenamento, transformação e transporte de materiais diversos.

A logística reversa possui um conceito semelhante, contudo, ela ocorre ao contrário. Enquanto a logística tradicional entrega mercadorias de galpões para o destino final, a logística reversa é aquela que leva os materiais dos locais pulverizados para os centros de acondicionamento e tratamento adequados.

A logística reversa pode acontecer em diversas situações. Desde um cliente que desistiu da compra até a coleta de produtos trocados. Contudo, sua maior aplicação hoje, tem sido no sentido ambiental, isto é, produtos que chegaram ao fim de sua vida útil, ao invés de serem descartados, são enviados a centros de tratamento para neutralização de seu impacto ambiental.

A importância da logística reversa para o meio ambiente

A logística reversa é uma maneira que as empresas têm, para, de certa forma, imitar o que é feito naturalmente pelo meio ambiente. Quando um animal morre ou caem as folhas das árvores, rapidamente a natureza incorpora a matéria orgânica e a transforma em outros materiais úteis. A logística reversa, é uma tentativa do homem, de fazer o mesmo com os materiais que não servem mais.

As vantagens da logística reversa

Os projetos que visam manter o equilíbrio entre a atividade empresarial e a natureza resultam em diversos benefícios para os empreendimentos que buscam aproveitar essa oportunidade.

Melhoria do processo produtivo
Além do impacto econômico, fica claro como as empresas de coleta e transportadoras que oferecem esse tipo de serviço devem estar abertas à inovação. Sob esse ponto de vista, é preciso investir em pesquisa para determinar o ciclo de vida de cada produto e seus componentes.
Com isso, é possível criar diretrizes para o tratamento dos resíduos, adaptar a produção e modificar o fluxo de distribuição. Para manter a cadeia em pleno funcionamento é necessário adotar controles rigorosos e buscar a eficiência dos custos para que os resultados se mantenham em longo prazo.

Desenvolvimento de relacionamento com a sociedade
A construção de uma imagem positiva junto ao público envolve a criação de uma relação de parceria e confiança. Para muitas empresas, um dos meios mais eficientes de mostrar preocupação socioambiental envolve o desenvolvimento de práticas sustentáveis e utilização de energia limpa. A consciência ecológica é um aspecto que está frequentemente na mente das pessoas e dos governos e faz parte do desenvolvimento econômico e social. Por esse motivo, é natural que o meio corporativo se envolva em discussões que afetam o meio ambiente e as necessidades da sociedade.

Ampliação das vantagens competitivas
A logística reversa é um importante instrumento no desenvolvimento de vantagens competitivas para empresas que aderem a essa política. Em primeiro lugar, ocorre a criação de valor, pois o cliente conta com o planejamento da cadeia de abastecimento para viabilizar o processo de retorno de mercadorias e materiais. É comum que o mercado consumidor favorece empresas que atuam de maneira ecológica e que possuem certificação pelos órgãos fiscalizadores, como é o exemplo da ISO 14000.

Adequação à legislação ambiental
A Lei nº 12.305, de 2 de agosto de 2010, regulamenta pelo Decreto Nº 7.404 de 23 de dezembro de 2010, institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Com isso, foi implementado o conceito de logística reversa que afeta fabricantes, transportadoras e clientes.

Fonte: Blog Senior Sistemas