ERP na nuvem: conheça as vantagens de migrar para cloud

05 de outubro de 2020
Com o ERP na nuvem, você consegue organizar todos os aspectos da sua empresa e integrar áreas e processos. Em um mercado concorrido, crescer exponencialmente é uma demanda quase que obrigatória. Mas, para isso acontecer com maior segurança, de forma ordenada e com melhora contínua, um software de planejamento de recursos empresariais (ERP) faz toda a diferença. Para dar conta dessa busca, o ERP na nuvem é um dos meios mais adequados. Com o sistema, é possível simplificar e unir todos os processos com os quais um negócio lida de forma muito melhor.

Mas o que é um sistema de ERP?
Consiste em um sistema administrativo completo, executado de forma simples e acessível às micro e pequenas empresas (MPEs). Ele pode ser acessado de qualquer lugar, com práticas de negócio que fazem sucesso no mercado e de ferramentas de gestão baseadas nas melhores práticas e capazes de conduzi-lo à frente da concorrência. Com esse sistema em nuvem, terá controle sobre processos de negócio inteligentes e resilientes ajustados facilmente.

Como um sistema de gestão de ERP funciona?
Um ERP em nuvem possui três partes principais que se integram, permitindo o uso das funcionalidades do sistema. A camada da aplicação é a mais popular, que funciona como a porta de entrada dos dados. Nela, os colaboradores inserem os dados que o sistema usa nas suas operações acessíveis para o gestor. O ERP também conta com um banco de dados, onde as informações coletadas são armazenadas para gerar insights e métricas necessárias para o negócio.

Por que algumas empresas ainda relutam em adotar serviços de ERP?
Embora o Cloud Computing esteja cada vez mais popular nas operações das empresas, novas tecnologias demoram um certo tempo de adaptação. É o caso dos ERPs, sistema de gestão ainda relutante por algumas companhias. Porém, para se manter à frente da concorrência, um sistema em nuvem pode ser a melhor escolha. O ERP é a melhor escolha, com atualizações contínuas, acessível de qualquer dispositivo, a qualquer hora. Tudo facilmente escalável, com custos reduzidos e mais eficiência.

Um ecossistema de módulos e funcionalidades pensados para o crescimento do seu negócio.
Segurança total, com backups periódicos, ferramentas de controle do ambiente e políticas de disaster recovery. Todos os cuidados necessários para evitar qualquer problema que cause a parada do sistema ou a perda de dados.
Economia garantida, porque o modelo em nuvem não necessita aquisição de infraestrutura de armazenamento. Além disso, não há gasto com manutenção e controle de equipamentos, reduzindo custos operacionais.
Proteção de dados, já que o backup das informações é feito constantemente, o que garante que nenhum dado armazenado na nuvem se perca. Também há a possibilidade de armazenar o conteúdo em servidores tradicionais, aumentando a garantia de disponibilidade.
Eficiência de sistema, para dar conta do atual cenário de instabilidade econômica, o que exige produtividade com menos recursos humanos, operacionais e financeiros. Além de disponibilizar acesso a qualquer hora, a partir de qualquer lugar.
Acesso facilitado, com possibilidade de acompanhamento de  informações importantes em gráficos e relatórios através de dashboards, painéis de indicadores úteis para uma rápida visualização dos negócios da empresa.
Flexibilidade máxima em aplicativos ERP na nuvem adaptáveis, fáceis de usar e baseados nas melhores práticas. Tanto para customizar processos de negócio, usar a nuvem pública ou privada ou pagar apenas pelo serviço necessário, a flexibilidade impera.
Produtividade aumentada, já que muitas possibilidades tornam as tarefas mais ágeis e práticas. Desse modo, a empresa tem mais integração, velocidade no preenchimento de formulários e planilhas, comunicação e redução de insumos. Por conta de tudo isso, a produtividade e a economia têm tudo para aumentar.
Mais mobilidade, já que, com um ERP na nuvem, as empresas com mais unidades podem se conectar sem a necessidade de criar nuvens privadas ou redes complexas, como nos ERPs locais. Compartilha-se a mesma base de informações, atualizada em tempo real, e os ERPs cloud contam com interfaces otimizadas para o acesso via dispositivos móveis, permitindo o acompanhamento da operação e decisões a qualquer hora e lugar.

E qual a diferença entre ERP na nuvem e ERP local?
São muitas as diferenças entre os sistemas de gestão locais e os na nuvem, especialmente no que se refere às questões de custo e implementação. Mas, para deixar claro, a maior diferença é que um ERP na nuvem deve ser acessado pela internet, através de um aplicativo ou por navegador web. Em outras palavras, a aplicação não fica armazenada dentro da empresa, mas em um data center terceirizado.

Já que o modelo de uso é mais flexível, o pagamento do ERP da nuvem também muda completamente. Faz parte do SaaS, onde as empresas pagam por ele mensalmente, de acordo com os módulos utilizados ou o número de usuários.

Por outro lado, o ERP local, assim como o nome diz, é executado em uma infraestrutura local. Nesse caso, a empresa precisa dispor de mais recursos físicos, usando máquinas e equipamentos para rodar a aplicação.

O mercado de ERP na nuvem está crescendo 10% ao ano, segundo a Markets & Markets. Empresas de todos os portes estão usando o novo modelo, tanto para reduzir seus custos de manutenção quanto para aumentar a eficiência. Para as pequenas e médias, as vantagens de ter um ERP cloud são ainda maiores.


Fonte: Blog Senior Sistemas