Contactless: tudo o que você precisa saber

09 de novembro de 2020
Saiba o que é e como funciona essa tecnologia. Contactless não é só para cartão

O avanço tecnológico e a necessidade de recursos e ferramentas que otimizem o nosso tempo e garantam maior segurança em nossas rotinas são alguns fatores que andam lado a lado. E, para isso, nada mais justo do que se apropriar das possibilidades que o mercado oferece.

Pensando nesses tópicos, a tecnologia NFC (Near Field Communication) ou contactless (sem contato) é uma opção segura na hora de efetuar um pagamento. Graças a ela, é possível realizar a transação por aproximação, sem contato direto com a máquina, apenas fazendo uso do leitor de pagamento que consta no cartão, no celular de quem está comprando ou vendendo ou na maquininha.

Mas essa tecnologia está presente apenas em cartões?

O cartão contactless não é mais uma realidade única. Nos dias atuais, não são apenas cartões de crédito, pré-pago ou débito que entregam essa possibilidade. Estima-se que mais de 90% dos smartphones produzidos no Brasil já possuam a tecnologia em seus sistemas, que faz com que o pagamento seja efetuado de celular para celular ou de celular para maquininha de pagamento apenas com a aproximação de ambos.

É interessante pontuar que as bandeiras não autorizam cobranças similares simultaneamente. Além disso, só é possível realizar compras de até R$ 50 sem a necessidade de digitar a senha na hora da transação e apenas 5 compras por dia até esse valor, o que garante maior segurança.

E é realmente seguro utilizar contactless?

A resposta é sim. Além de o pagamento por aproximação ser tão seguro quanto um cartão que necessita ser colocado na maquininha, ele garante maior segurança para a sua saúde, sendo até mesmo um método recomendado pela OMS para evitar o contágio da COVID-19.

É importante lembrar que, quando efetuamos um pagamento via NFC, o aparelho receptor não tem acesso a informações confidenciais, tais como senhas e dados da conta bancária ou da carteira digital, o que torna a transação muito mais segura para ambas as partes.

Sabemos que é inevitável não se preocupar com a questão de perda ou roubo, mas é de grande importantância fazer uso de aplicativos que apaguem todos os dados do smartphone a distância, assim como aplicativos que apenas aprovem a transação após o usuário confirmar via impressão digital.

Agora, caso você utilize o cartão contactless físico, é importante tomar outras medidas para se manter seguro. Mesmo que as operadoras afirmem que o sistema é seguro e que haverá ressarcimento em caso de golpes, é necessário se proteger dessas situações indesejáveis.

Uma opção muito eficaz é a troca da sua carteira de material comum por uma carteira feita com materiais que impeçam a transmissão de dados. Esse tipo de carteira impossibilita apenas encostar a máquina de pagamentos, pois o sinal não é captado e a transação só pode ser efetuada com o cartão em mãos. Atente-se, pois é necessário que o produto informe na descrição que ele possui bloqueador de RFID.

Uma opção caseira é o uso do papel alumínio dentro da carteira para o bloqueio do sinal. O papel funciona como uma barreira que não permite que as ondas do leitor atinjam o cartão. Mas mantenha atenção com dicas mais caseiras, pois elas não garantem tanta eficiência quanto um produto que foi desenvolvido com o objetivo de resolver o problema em questão.

O contactless é um método de pagamento que chegou para corresponder às nossas necessidades, mas, como tudo que envolve dinheiro, é sempre importante buscar melhorias para o seu bom uso e para garantir a nossa segurança.


Fonte: Blog Senior Sistemas